domingo, 18 de agosto de 2013

Viagem de Sonho

Navega em mares revoltos,
Frágil.
Embarca em caravelas
De emoções,
De preferências,
De rejeições.
Procura a calmaria
Nas marés
E a liberdade
Nos horizontes.
Em viagens de sonho
Anseia acordar
Sem velas,
Sem remos,
Sem chão,
Sem horizontes.
E na maré do despertar
Ser tudo isso.
Viagem sem sonho
Em que o navegar
Não é partir,
Mas ficar.



14.08.2013

2 comentários:

Beatrice Mar disse...

gostei!

Aldora Amaral disse...

Obrigada Beatrice Mar, é bom saber que alguém foi tocado pelo que escrevemos.